segunda-feira, 8 de março de 2010

Paciência, Iracema. O chofer não teve curpa...

Nossa vida é uma estrada cheia de bifurcações que muitas vezes não apresentam retorno mais adiante. É sempre questão de pegar ou largar. E segundos as vezes fazem muita diferença. Mas nem sempre é uma questão de escolha, muitas vezes é o destino (ou sabe-se lá o que) que nos leva a um caminho de onde não podemos retornar. Qualquer lance muda a dinâmica do jogo, muitas vezes de forma irrecorrível.

E muitas vezes recorremos a questionamentos na base do “e se...”:

E se não tivesse casado. E se tivesse casado. E se tivesse chegado um minuto antes. E se tivesse perdido aquele ônibus. E se tivesse aceitado aquele emprego. E se não tivesse bebido a primeira dose. E se não tivesse bebido a última dose.

Todo “e se...” leva a uma outra vida absolutamente diferente e que já nos escapou. Alguns físicos dizem até que ela existe num outro espaço-tempo, mas nossa percepção já não pode mais alcança-la. Grande paralizadora de muitas vidas é a pequena partícula condicional “e se...”.

Mas meu objetivo não é bradar 'façam bem as suas escolhas'. Não to escrevendo livro de auto-ajuda e isso é de esperar que todos façam. E aqui não falo só de escolhas. Falo também dos acontecimentos resultantes do jogo de dados que é essa vida. Os resultados inevitáveis, sejam de nossas escolhas, sejam de nossos destinos, é bom que sejam não só aceitos, mas também que recebam nossa colaboração.

Percebam a palavra 'inevitáveis'. Tudo em que exite uma pequena chance de modificarmos para o nosso bem, aí não se inclui. Mas aquilo que veio pra ficar, eu prefiro aceitar, de coração aberto. Garanto que isso me faz mais forte. Ou a vida pode ficar muito cheia de rancor.

5 comentários:

Gabi disse...

Eu fiquei com um puta aperto no peito e noh na garganta ...
No mais, é so tentativa de tentar compreender o que não posso nem ao menos imaginar e tentar resumir aqui a admiração pela força que nunca seca.
E se ... ?

Ju Saboya disse...

and that - among other things - is what makes you stand up in the crowd ;)

w.h. disse...

adoro esse lugar aqui.
definitivamente.

beijos.

Gabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi disse...

Wish you were here.